Postado em: 27/03/2018 08:40:55

Post by: Jeferson Luiz

Procon Medianeira orienta sobre compras de ovos de Páscoa

A Páscoa se aproxima e o consumidor está de olho na compra do ovo de páscoa;

A Páscoa se aproxima e o consumidor está de olho na compra do ovo de páscoa; De acordo com o coordenador do Procon Medianeira, Silvio José Lupschinski, uma vez definido o tipo de produto a ser comprado, a principal dica é a tradicional pesquisa de preços. “Outra orientação é evitar fazer as compras com crianças, que são facilmente impactadas pela influência do marketing de vendas e acabam querendo produtos que, nem sempre, caracterizariam um bom custo benefício”, frisa.

Silvio lembra ainda que é importante o consumidor observar se o rótulo contém informações como data de validade e peso líquido. Também deve informar a lista de ingredientes que compõe o produto, pois determinados consumidores podem ser intolerantes a ingestão, como por exemplo, a glúten, soja ou lactose. É importante ficar atento ao peso dos ovos, pois as numerações indicadas pelos fabricantes nos rótulos não são equivalentes entre as marcas.

As embalagens que contem brinquedos em seu interior precisam obrigatoriamente ter o selo de certificação de qualidade do Instituto Nacional de Normalização, Metrologia e Qualidade Industrial – Inmetro, bem como deve ser observado a identificação da faixa etária adequada para uso do brinquedo.

É importante que o consumidor tenha consciência de que se optar por ovos dispostos em bancas de promoção, com a informação de que estão “quebrados”, normalmente mais baratos que outros em perfeitas condições, o fornecedor não será obrigado a trocar o produto.

“De acordo com a resolução 264/2005, da Agencia Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, para ser chamado de chocolate, o produto deve conter, no mínimo, 25% de “sólidos de cacau”, obtidos a partir da mistura de derivados de cacau, massa, cacau em pó ou manteiga de cacau com outros ingredientes. Já o chocolate branco deve apresentar, no mínimo, 20% de sólidos totais de manteiga de cacau. Em ambas as apresentações o produto pode apresentar recheio, cobertura, formato e consistência variados. O consumidor deve ficar atento às marcas que informam nas embalagens a quantidade de cacau”, finaliza Silvio.

Fonte: Assessoria

TÓPICOS: Medianeira