Postado em: 14/02/2018 08:05:10

Post by: Jeferson Luiz

Campanha: ‘Fraternidade e superação da violência’ é o tema deste ano

A Campanha da Fraternidade é lançada nacionalmente sempre na quarta-feira de cinzas, primeiro dia da Quaresma, que segue até 29 de março (quinta-feira Santa).

Nesta quarta-feira de cinzas (14), a Igreja Católica inicia a Quaresma, o período de preparação para a Páscoa. Na data é lançada também a Campanha da Fraternidade da CNBB.

A Campanha da Fraternidade é realizada pela Igreja Católica no Brasil anualmente com o objetivo de despertar o espírito comunitário em busca de um bem comum. Neste ano de 2018 traz o tema ‘Fraternidade e superação da violência’. A proposta da Campanha da Fraternidade deste ano é vencer a cultura do ódio e da violência, tão forte na sociedade atualmente.

A partir do reconhecimento dos cristãos de que ‘somos todos irmãos’, a Campanha da Fraternidade deste ano propõe que cada fiel seja o sujeito na construção de outra cultura, de fraternidade e de paz.

A campanha compreende que a questão da violência só pode ser superada pela integração do governo com a população e, considerando que 2018 é ano eleitoral, propõe que a sociedade se mobilize para discutir e refletir de forma crítica as saídas para este desafio.

Durante o período da campanha cada paróquia é incentivada a ver, analisar e criar ações que levem os fiéis a se comprometerem com a superação da violência por meio de gestos locais.

A Campanha da Fraternidade é lançada nacionalmente sempre na quarta-feira de cinzas, primeiro dia da Quaresma, que segue até 29 de março (quinta-feira Santa). Durante a Quaresma as paróquias, grupos e comunidades ligadas à Igreja intensificam as atividades relacionadas ao tema da Campanha.

A Missa de Abertura da Campanha da Fraternidade 2018 acontece ao meio-dia desta quarta-feira, na Catedral Metropolitana.

O que é a Quarta-feira de Cinzas

A quarta-feira de cinzas é o primeiro dia da Quaresma no calendário Cristão ocidental (Católico). As cinzas que os Cristãos Católicos recebem neste dia são um símbolo para a reflexão sobre o dever da conversão, da mudança de vida, recordando a passageira, transitória, efêmera fragilidade da vida humana, sujeita à morte.

Ela ocorre quarenta dias antes da Páscoa (sem contar os domingos) ou quarenta e seis dias (contando os domingos). Seu posicionamento no calendário varia a cada ano, dependendo da data da Páscoa. A data pode variar do começo de fevereiro até a segunda semana de março.

Fonte: Massa News

TÓPICOS: Fraternidade e superação da violência