Postado em: 20/12/2017 08:07:15

Post by: Jeferson Luiz

Comitê define regras para trânsito de veículos entre Brasil e Argentina

Até então, apesar de obrigatório, o seguro era exigido apenas fora da área fronteiriça.

Representantes brasileiros, paraguaios e argentinos trataram ontem terça-feira (19) das regras de trânsito para os motoristas que circulam especialmente entre Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, e Puerto Iguazú, na Argentina.

No encontro, ficou definido que a partir de agora a Carta Verde - que pode ser comprada em qualquer seguradora por um período da validade mínimo de três dias -, poderá ser cobrada tanto de quem circula entre os municípios de fronteira como para que segue para outras regiões dos dois países.

Até então, apesar de obrigatório, o seguro era exigido apenas fora da área fronteiriça.

Nos dois casos, o motorista também deve portar um documento de identificação válido e com foto, passaporte ou cartão de entrada e saída do país, habilitação e os documentos de matrícula e de propriedade do veículo ou autorização do proprietário.

Saiba quais as recomendações para quem viaja para outros municípios argentinos:

 

  • extintor
  • dois triângulos de sinalização
  • kit de primeiros-socorros
  • cambão ou "barra de tiro", que pode ser uma barra de ferro ou uma corda para a retirada do veículo da área de risco de um eventual acidente

 

Quanto ao engate de bola, a legislação do país vizinho exige que seja removível e retirado quando não estiver sendo usado para reboques.

Tais recomendações não serão cobradas nos municípios fronteiriços.

O chefe de fronteira da Gendarmeria em Puerto Iguazú, Oscar Alberto Garro, destacou, que além da lei nacional de trânsito, cada estado pode fazer suas próprias exigências.

 

Diplomacia

 

As tratativas foram intensificadas logo depois que policiais argentinos passaram a abordar e cobrar de motoristas brasileiros em Puerto Iguazú itens obrigatórios além da faixa de fronteira.

O documento deve ser encaminhado para discussões nas altas cúpulas de segurança e diplomáticas dos três países.

Fonte: G1 Paraná

TÓPICOS: Carta verde Brasil e Argentina