Postado em: 27/10/2017 07:59:35

Post by: Jeferson Luiz

Após fim da estiagem, área plantada de soja chega a 66% no Paraná

No mesmo período do ano passado, 60% da área prevista para a oleaginosa estava plantada.

Após o término da estiagem no fim de setembro, a área plantada de soja no Paraná chegou a 66% dos 5,4 milhões de hectares previstos, conforme relatório mensal do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (Seab), divulgado ontem quinta-feira (26).

O plantio está liberado no estado desde 11 de setembro, mas, devido ao clima seco, o solo não estava bom para ser semeado, explica Marcelo Garrido Moreira, economista do Deral.

"Apesar desse pequeno contratempo nos primeiros 20 dias, com o retorno das chuvas os produtores conseguiram compensar o atraso", afirma.

No mesmo período do ano passado, 60% da área prevista para a oleaginosa estava plantada. O plantio da safra anterior começou mais tarde – em 20 de setembro.

Com o baixo preço do milho, muitos produtores optaram por plantar soja. Segundo o economista, isso explica o aumento de 3% na área total que deve ser plantada da oleaginosa. A expectativa de produção, no entanto, teve redução de 1% e deve chegar a 19,5 milhões de toneladas de soja, conforme o Deral.

De acordo com Moreira, a expectativa de produção neste ano é uma confirmação que esse é o patamar normal de produtividade no estado. "É uma grande safra 19,5 milhões de toneladas", destaca o economista.

Ele conta ainda que o maior volume de plantio no estado ocorre nos meses de outubro e novembro, embora seja permitido fazer até 31 de dezembro.

"A gente tem previsão de clima mais seco em novembro. Nada que preocupe. Talvez ocorra algo pontualmente em alguma região, mas não deve mexer muito nos números", diz Moreira.

Milho

O cultivo de milho perdeu espaço para a soja nesta safra. Esse movimento é encarado pelo economista como uma estratégia dos produtores. "Essa área que vai diminuindo agora, aumenta na segunda safra. É um deslocamento de produção", avalia.

No estado, 90% da área prevista foi plantada. A região centro-sul do Paraná ainda não plantou, conforme o Deral. Os maiores produtores estão em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, Guarapuava, na região central, e Curitiba.

O milho deve atingir, segundo o governo, área total de 338,4 mil hectares – 34% menor que no ano passado. A queda na produção é calculada pelo governo em 38%, chegando a 3,1 milhões de toneladas.

Fonte: G1 Paraná

TÓPICOS: Paraná