Postado em: 03/02/2017 08:17:50

Post by: Jeferson Luiz

Parque das Aves bate recorde de visitação

E este será um ano cheio de novidades.

O Parque das Aves inicia 2017 de maneira muito positiva. Até o último dia 31 de janeiro, passaram pelo atrativo cerca de 92.704 visitantes, um recorde para o mesmo período em qualquer dos 22 anos de história do Parque. E este será um ano cheio de novidades.

A estimativa para 2017 é que o número de visitantes seja tão bom quanto 2016 por conta da quantidade de feriados. Ao todo, serão dez feriados ou pontos facultativos nacionais, com um número maior dos chamados “feriadões”, que permitem que as pessoas fiquem mais dias na cidade. “Nossa expectativa para 2017, referente à visitação ao Parque das Aves, é que mantenhamos os números obtidos em 2016, que, em virtude de um cenário de crise, foram satisfatórios. Mas estamos trabalhando fortemente para tentar alcançar os resultados de 2015, que foi o melhor ano em número de visitantes da história do Parque”, fala Karin Wolf, gerente comercial e de marketing do Parque das Aves.

Devido à boa previsão para 2017, o Parque das Aves planeja um aumento considerável em sua estrutura física. “Neste ano, faremos a maior ampliação da história do Parque das Aves, com a adição de múltiplos novos viveiros de imersão, além de outras estruturas. Somos o segundo atrativo turístico mais visitado de Foz do Iguaçu já há alguns anos, e estamos bem posicionados para um crescimento exponencial em termos de estrutura como atrativo e atuação em conservação”, afirma a Dra. Carmel Croukamp Denis, diretora geral do Parque das Aves.

Dentre as mudanças estão melhorias estruturais de serviços para o turista, começando com a construção de uma nova loja e de um restaurante com vista para o lago dos flamingos, além de dois novos viveiros de imersão, um deles com quase as mesmas dimensões que o Viveirão das Araras, o maior da América do Sul. Quando perguntada sobre as aves que habitarão estes viveiros, a Dra. Carmel conta que isso é um segredo por enquanto. “Tudo que posso contar agora é que nossos visitantes vão adorar a nossa proposta”, complementa ela.

Quanto ao investimento em conservação, a Dra. Carmel comenta que 2016 foi muito produtivo, mas 2017 será ainda melhor. “No ano passado, investimos em projetos de conservação in situ, como o Projeto Papagaio-verdadeiro e a Expedição Chauá, que têm obtido resultados muito positivos. Além disso, resgatamos 258 aves, que foram trazidas ao Parque pela Polícia Ambiental, e participamos de um total de três projetos de conservação aprovados pelo governo, das espécies mutum-de-alagoas, arara-azul-de-lear e cardeal-amarelo. Em 2017, nosso novo centro de conservação, no segundo terreno do Parque das Aves, será finalizado, dando ainda mais suporte para continuarmos nosso trabalho”, completa a Dra. Carmel.

Com 22 anos de existência, o Parque das Aves atrai turistas de todos os lugares do mundo, mas principalmente brasileiros e argentinos. No Parque, o visitante entra em contato com mais de 1300 aves, de 143 espécies, 29 delas em perigo de extinção. O Parque das Aves fica ao lado da entrada do Parque Nacional do Iguaçu e está aberto todos os dias, das 8h30 às 17h. O ingresso custa R$ 40 e para moradores de Foz do Iguaçu e municípios lindeiros ao Parque Nacional, mediante apresentação de comprovante de endereço no próprio nome e RG, o valor da entrada é R$ 10 (valores podem mudar sem aviso prévio).

Fonte: Assessoria

TÓPICOS: Fronteira